Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ifg.edu.br/handle/prefix/268
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Políticas públicas para expansão da energia solar fotovoltaica: um estudo dos principais programas de incentivo da tecnologia no Brasil
Autor(es): Pereira, Reuler Cardoso
Primeiro Orientador: Silva, Sergio Batista
metadata.dc.contributor.referee1: Souto, Olívio Carlos Nascimento
metadata.dc.contributor.referee2: Silva, Rui Vagner Rodrigues da
Resumo: Nos últimos anos houve um crescimento significativo na geração renovável de energia, e juntamente com os expressivos progressos tecnológicos, tais ganhos de escala conduziram a importantes reduções no custo desta energia gerada. Não obstante, muitas fontes renováveis de energia ainda são consideradas fontes alternativas de energia, com exceção da energia gerada a partir de grandes hidrelétricas, que já é definida como uma fonte convencional. Dentre os motivos que levaram à adoção de políticas públicas arrojadas de fomento a estas fontes em diversos países desenvolvidos, a ANEEL (2010) destaca: diversificação da matriz energética; redução da dependência de importação de combustíveis fósseis para usinas térmicas, minimizando o risco de variações abruptas no preço do insumo energético; comprometimento internacional de adotar medidas para combater o aquecimento global; cumprimento de metas de redução na emissão de gases de efeito estufa; liderança no desenvolvimento de tecnologia para produção eficiente de energia elétrica a partir de fontes eólica, solar, biomassa, maré motriz, geotérmica e outras. Em razão de seu vasto território e da alta irradiação solar, o Brasil pode ampliar consideravelmente a participação da fonte solar fotovoltaica em sua matriz energética. Alguns problemas impedem o país de se transformar em uma potência mundial nesse ramo, como: carência de indústrias nacionais para fabricação de painéis, políticas públicas de incentivos eficientes, além do alto custo tecnológico que torna esta fonte menos competitiva. Nesse contexto, o presente trabalho visa apontar as políticas públicas de incentivo e subsídios já implantados para a energia solar fotovoltaica no mundo e de forma mais específica, no Brasil, fazendo uma análise de seus impactos.
Abstract: In recent years there was a significant increase in renewable energy generation and, together with significant technological advances, such scale gains have led to important reductions in the cost of this generated energy. Nevertheless, many of the renewable sources of energy are still considered alternative sources of energy, except for the energy generated from large hydroelectrics, which is already defined as a conventional source. Among the reasons that led to the adoption of bold public policies to support these sources in several developed countries, ANEEL (2010) highlights: diversification of the energy matrix; reducing dependence on imported fossil fuels for thermal plants, minimizing the risk of abrupt variations in the price of energy input; international commitment to take measures to combat global warming; compliance with greenhouse gas emission reduction targets; leadership in the development of technology for efficient production of electric power from wind, solar, biomass, tidal power, geothermal and other sources. Due to its vast territory and high solar irradiation, Brazil can considerably increase the participation of the solar photovoltaic source in its energy matrix. Some problems prevent the country from becoming a world power in this field, such as the lack of national industries for the manufacture of panels, efficient incentives public policies, and the high technological cost that makes this source less competitive. In this context, the present work aims to point out the public policies of incentives and subsidies already implemented for photovoltaic solar energy in the world and in a more specific way, in Brazil, analyzing their impacts.
Palavras-chave: Energia solar
Geração de energia fotovoltaica
Políticas
CNPq: CNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA ELETRICA::SISTEMAS ELETRICOS DE POTENCIA
CNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA ELETRICA::SISTEMAS ELETRICOS DE POTENCIA::GERACAO DA ENERGIA ELETRICA
CNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA ELETRICA::SISTEMAS ELETRICOS DE POTENCIA::CONVERSAO E RETIFICACAO DA ENERGIA ELETRICA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Insitituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás
Sigla da Instituição: IFG
metadata.dc.publisher.department: Câmpus Itumbiara
Citação: PEREIRA, Reuler Cardoso. Políticas públicas para expansão da energia solar fotovoltaica: um estudo dos principais programas de incentivo da tecnologia no Brasil. 2019. 74f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia Elétrica) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, Câmpus Itumbiara, 2019.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ifg.edu.br/handle/prefix/268
Data do documento: 5-Ago-2019
Aparece nas coleções:Bacharelado em Engenharia Elétrica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tcc_reuler pereira.pdf2,86 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.