Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ifg.edu.br:8080/handle/prefix/1423
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Levantamento quantitativo e qualitativo de resíduos minerais do Estado de Goiás: estudo associado à produção mineral no período de 2010 a 2021
Título(s) alternativo(s): Quantitative and qualitative survey of mineral waste in the State of Goiás: study associated with mineral production in licensed companies
Autor(es): Alvarenga, Daniel Leite
Primeiro Orientador: Dantas, André Augusto Nóbrega
metadata.dc.contributor.referee1: Mattana, Alécio Júnior
metadata.dc.contributor.referee2: Fraga, Yuri Sotero Bomfim
metadata.dc.contributor.referee3: Dantas, André Augusto Nóbrega
Resumo: A mineração é tida como uma das principais vertentes econômicas do Brasil na atualidade, pois os recursos extraídos são utilizados em ligas de aço, materiais cerâmicos, construção civil, cosméticos, automóveis, combustíveis, equipamentos eletrônicos, entre outros. O Brasil se destaca no ramo da mineração por apresentar um ambiente geológico propício e possuir uma quantidade significativa de tipos de minérios. Dentre as 27 unidades federativas do Brasil, o estado de Goiás destaca-se como quarto maior estado brasileiro em operações minerais, ficando atrás apenas da Bahia, do Pará e de Minas Gerais, tendo ainda bastante espaço para expansão do setor. Entretanto, o processo de extração mineral é considerado como uma das atividades mais degradantes do meio ambiente, trazendo consigo impactos na fauna, na flora nos corpos d’água, no ar, no solo, além da poluição sonora, visual e danos à saúde física e mental. Neste contexto, este estudo visa descrever o perfil mineral de Goiás, com ênfase na geração de resíduos sólidos, detalhando quais minérios, a quantidade de resíduos e como reaproveitar esses resíduos na construção civil. Em pesquisa no site da Agência Nacional de Mineração (ANM), na base de dados de arrecadação da Compensação Financeira pela Exploração Mineral (CFEM), separando as informações por mineral produzido, foram levantados 381 produtores que atuaram em Goiás em 2021, entre pessoas físicas e pessoas jurídicas, na extração de 47 minérios. Entretanto, na base de dados do Anuário Mineral Brasileiro também da ANM, para o período de 2010 a 2021, foram encontradas informações referentes a produção de apenas 31 minerais. Ainda assim foi necessário higienizar a base de dados e o estudo focou em 15 minerais, quais sejam prata, ouro, cobalto, bário, nióbio, cobre, níquel, amianto, fosfato, titânio, vermiculita e perlita, manganês, estanho, alumínio (bauxita) e ferro. Essa base permitiu estimar a média percentual de resíduos da produção mineral de Goiás na casa do 85,32% da produção bruta. Foram apresentadas as empresas que trabalharam na extração desses 15 minerais em 2021. Foi apresentada uma síntese de estudos acadêmicos referentes a reutilização de 10 desses 15 minerais em setores da construção civil. Com tanto empreendimento mineral no estado, aliando-se o potencial de crescimento do setor, cada vez mais o estado e as empresas devem se preocupar com o manejo sustentável dos resíduos da mineração para a manutenção da qualidade de vida da geração atual e das vindouras. As universidades e os institutos federais precisam ser inseridos nesse processo, como elo entre o Poder Público e a iniciativa privada, apresentando soluções adequadas para a sociedade.
Abstract: Mining is considered one of the main economic aspects of Brazil today, as the extracted resources are used in steel alloys, ceramic materials, civil construction, cosmetics, automobiles, fuels, electronic equipment, among others. Brazil stands out in the mining industry because it has a favorable geological environment and has a significant amount of types of ores. Among the 27 federal units in Brazil, the state of Goiás stands out as the fourth largest Brazilian state in terms of mineral operations, behind only Bahia, Pará and Minas Gerais, still having plenty of room for expansion in the sector. However, the mineral extraction process is considered as one of the most degrading activities of the environment, bringing with it impacts on fauna, flora in water bodies, air, soil, in addition to noise and visual pollution and damage to physical health. and mental. In this context, this study aims to describe the mineral profile of Goiás, with emphasis on the generation of solid waste, detailing which ores, the amount of waste and how to reuse these wastes in civil construction. In a survey on the National Mining Agency (ANM) website, in the Financial Compensation for Mineral Exploration (CFEM) collection database, separating the information by mineral produced, 381 producers who operated in Goiás in 2021 were surveyed, among individuals and legal entities, in the extraction of 47 ores. However, in the Anuário Mineral Brasileiro database, also from ANM, for the period from 2010 to 2021, information was found regarding the production of only 31 minerals. Even so, it was necessary to sanitize the database and the study focused on 15 minerals, namely silver, gold, cobalt, barium, niobium, copper, nickel, asbestos, phosphate, titanium, vermiculite and perlite, manganese, tin, aluminum (bauxite) and iron. This base allowed estimating the average percentage of residues from mineral production in Goiás at around 85.32% of gross production. The companies that worked on the extraction of these 15 minerals in 2021 were presented. A synthesis of academic studies regarding the reuse of 10 of these 15 minerals in civil construction sectors was presented. With so much mineral enterprise in the state, allied to the sector's growth potential, the state and companies must increasingly be concerned with the sustainable management of mining waste to maintain the quality of life of current and future generations. Universities and federal institutes need to be included in this process, as a link between the Public Power and the private sector, presenting appropriate solutions for society.
Palavras-chave: Mineração
Resíduo mineral
Geotecnia ambiental
Goiás
CNPq: CNPQ::ENGENHARIAS
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Insitituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás
Sigla da Instituição: IFG
metadata.dc.publisher.department: Câmpus Formosa
Citação: ALVARENGA, Daniel Leite. Levantamento quantitativo e qualitativo de resíduos minerais do Estado de Goiás: estudo associado à produção mineral no período de 2010 a 2021. 2022. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia Civil) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, Formosa, 2022.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ifg.edu.br:8080/handle/prefix/1423
Data do documento: 18-Jan-2023
Aparece nas coleções:Bacharelado em Engenharia Civil

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tcc_Daniel da Silva Alvarenga.pdfDaniel da Silva Alvarenga1,61 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.