Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ifg.edu.br:8080/handle/prefix/1718
Tipo: Trabalho Completo
Título: ATPDraw e bancada de simulação como fomentadores de inclusão na engenharia - a iniciação científica inclusiva.
Título(s) alternativo(s): ATPDraw and Simulation Bench as Promoters of Inclusion in Engineering – Inclusive Scientific Initiation
Autor(es): Santana, Emile Silva
Oliveira, Marcelo Escobar de
Resumo: A complexidade dos sistemas de distribuição de energia elétrica e a busca contínua pela qualidade no fornecimento de energia levam as distribuidoras a realizarem intervenções frequentes em suas redes. Para garantir a eficácia das melhorias nas redes, é essencial realizar análises constantes nos sistemas que fornecem energia aos consumidores. Portanto, estudos e análises utilizando tanto ferramentas computacionais quanto bancadas experimentais de simulação são fundamentais para o setor elétrico. A integração desses elementos nos cursos de engenharia elétrica, tanto no ensino quanto na pesquisa, é crucial para qualificar os estudantes diante das demandas emergentes no setor e do novo cenário do mercado. Esse mercado em evolução exige não apenas habilidades técnicas, mas também habilidades interpessoais, conhecidas como soft skills. Essas habilidades são amplamente discutidas e enfatizadas nos cursos de graduação, com o objetivo de formar indivíduos completos, capazes de se destacar no mercado e na sociedade. Outro aspecto amplamente debatido nas instituições de ensino superior é a inclusão. No Instituto Federal de Goiás (IFG), existem os NAPNEs (Núcleos de Atendimento às Pessoas com Necessidades Específicas), que acompanham os estudantes que possuem necessidades específicas ao longo de sua trajetória acadêmica. Considerando toda a dinâmica do setor elétrico atual, o surgimento de novas tecnologias, as demandas do mercado e das pessoas, bem como a inclusão de estudantes com necessidades específicas em cursos de engenharia elétrica, este trabalho propõe a inclusão de uma estudante iniciante, que possui laudo de Transtorno do Espectro Autista (TEA), na pesquisa utilizando tanto ferramentas computacionais quanto bancadas experimentais do setor elétrico.
Abstract: The complexity of electrical power distribution systems and the ongoing pursuit for quality in energy supply lead distribution companies to carry out frequent interventions in their networks. To ensure the effectiveness of network improvements, constant analyses of the systems that provide energy to consumers are essential. Therefore, studies and analyses using both computational tools and experimental simulation benches are crucial for the electrical sector. The integration of these elements in electrical engineering courses, both in teaching and research, is crucial to qualify students for emerging demands in the industry and the changing market landscape. This evolving market not only requires technical skills but also interpersonal skills, known as soft skills. These skills are widely discussed and emphasized in undergraduate programs, aiming to develop wellrounded individuals capable of excelling in the market and society. Another extensively debated aspect in higher education institutions is inclusion. At the Federal Institute of Goiás (IFG), there are the NAPNEs (Nuclei of Assistance to People with Specific Needs), which provide support and assistance to students with specific needs throughout their academic journey. Considering the dynamics of the current electrical sector, the emergence of new technologies, market and individual needs, as well as the inclusion of students with specific needs in electrical engineering courses, this work proposes the inclusion of a freshman student diagnosed with Autism Spectrum Disorder (ASD) in research, utilizing both computational tools and experimental setups from the electrical sector
Palavras-chave: inclusão
inclusion
Transtorno do Espectro Autista
Autism Spectrum Disorder
Engenharia Elétrica
Electrical Engineering
CNPq: CNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA ELETRICA::SISTEMAS ELETRICOS DE POTENCIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Instituto Federal de Goiás - Campus Itumbiara
Citação: SANTANA, E. S.; OLIVEIRA, M. E. ATPDRAW e bancada de simulação como fomentadores de inclusão na engenharia - a iniciação científica inclusiva. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO EM ENGENHARIA - COBENGE, 51., 2023, Rio de Janeiro. Anais...Rio de Janeiro: ABENGE, 2023. 8p.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Identificador DOI: 10.37702/2175-957X.COBENGE.2023.4430
URI: http://repositorio.ifg.edu.br:8080/handle/prefix/1718
Data do documento: 20-Set-2023
Aparece nas coleções:Eventos realizados extra IFG

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
trab.evento_Emile Silva Santana.pdfTrabalho publicado nos anais do 51º Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia (COBENGE), Rio de Janeiro, RJ, Brasil - 2023.589,4 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.