Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ifg.edu.br/handle/prefix/169
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Avaliação de Monolitos Poliméricos como Fases Extratoras para Herbicidas Triazínicos
Autor(es): Silva, Juliany Naura Marciel da
Primeiro Orientador: Ruggiero, Marçal Antonio
Resumo: A extração em fase sólida (SPE) é uma das técnicas mais empregadas para a extração e/ou pré-concentração de analitos presentes em matrizes ambientais, por apresentar vantagens em relação aos métodos clássicos, como por exemplo, praticidade e maior sensibilidade. Na SPE utilizam-se sorventes (material sólido) como recheios de cartuchos na forma de seringa. O uso intensivo de agrotóxicos gera diversos problemas, o conhecimento do comportamento dos herbicidas é fundamental na avaliação de sua eficácia na agricultura e na compreensão do impacto ambiental causado por eles. A utilização de materiais monolíticos como fase estacionária em separações cromatográficas se expandiu a partir de 2000. Os materiais monolíticos proporcionam maior área superficial do que as partículas empacotadas, consequentemente, maior capacidade de extração por unidade de massa, com isso foram produzidos cartuchos com menor quantidade de material adsorvente para resultar em menor uso de solvente e aumento da sensibilidade. As análises por HPLC (Cromatografia Líquida de alta Eficiência) foram realizadas em dois momentos, análises dos padrões para a determinação dos tempos de retenção e da curva de calibração dos herbicidas (Atrazina e Prometrina), e análise das amostras artificiais após a extração das mesmas via SPE. Os valores dos coeficientes de correlação (R2) obtidos, entre 0,94033 para a prometrina, e 0,99605 para a atrazina, indicam que a faixa de concentrações estudada apresenta uma boa linearidade. O copolímero monolítico sty-DVB (estireno-divinilbenzeno) foi sintetizado in situ via polimerização em massa. O polímero sty-DVB apresenta bom potencial como fase extratora para os herbicidas estudados, sendo o método de análise por cromatografia líquida de alta eficiência sensível e adequada para os analitos testados.
Abstract: The solid phase extraction (SPE) is one of the most used techniques for the extraction and / or pre-concentration of analytes in food and environmental matrices. It has a number of benefits compared to classical methods, such as greater convenience, sensitivity and low use of organic solvents. In SPE, sorbents (solid material) are used as fillings for cartridges as syringe and one of the largest applications is for the analysis of agrochemicals. The intensive use of pesticides creates several problems, the herbicide behavior knowledge is essential in the evaluation of its effectiveness in agriculture and understanding of the environmental impact caused by them. The use of monolithic materials as stationary phase in chromatographic separations is reported since 2000. The monolithic materials provide greater surface area than packed particles, hence higher extraction capacity per mass unit, with cartridges that have been produced with less of adsorbent material to result in less solvent use and increased sensitivity. The analysis by HPLC (High Performance Liquid Chromatography) were performed in two stages: analysis of standards for the determination of retention times and herbicides calibration curves (Atrazine and Prometryn), and analysis of artificial samples after extraction of it via SPE. The values of the correlation coefficients (R2) obtained from 0.94033 for prometryn, and 0.99605 for atrazine, indicates that the range of concentrations studied shows a good linearity. The monolithic sty-DVB copolymer (styrene-divinylbenzene) was synthesized via in situ bulk polymerization. The sty-DVB polymer has good potential as extraction phase for the studied herbicides, and the method of analysis by liquid chromatography high performance sensitive and suitable for the analytes tested.
Palavras-chave: extração em fase sólida (SPE)
materiais monolíticos
HPLC
CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Insitituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás
Sigla da Instituição: IFG
metadata.dc.publisher.department: Câmpus Inhumas
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ifg.edu.br/handle/prefix/169
Data do documento: 25-Mar-2015
Aparece nas coleções:Licenciatura em Química

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC_FINAL PDF.pdf1,81 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.